Quem vier a Medellín tem de ir a Guatapé!

E quem diz Guatapé diz o paquete completo que inclui:

  • Visita ao “pueblo” Peñol
  • Subir ao Peñon! Mais conhecido por “La Piedra”
  • Visita ao “pueblo” de Guatapé
  • Passeio em barco no “embalse”

Vamos por partes!

Há várias formas de chegar a Guatapé, pode ser de carro (se tiverem ou alugarem um), de transporte público (sai um autocarro do Terminal Norte e podem pedir para fazer a paragem técnica em “La Piedra”) ou através de um tour.

Nós optámos pela última forma!

Fizemos o tour com ToursGuatapé e tudo começou às 7h00 no Parque el Poblado de um sábado segundo os paisas “frio” (só estava um pouco nublado)!

A primeira paragem do tour foi para tomar o pequeno almoço, o bem típico: café, chocolante quente ou famosa panela e arepas de milho com queijo campesino!

Humm estava delicioso!!

DSC_1059-01

A segunda paragem foi no pueblo Peñol, era uma povoação que não tinha qualquer interesse até que fizeram uma barragem, uma das maiores da Colombia, que produz cerca de um quarto da energia eléctrica do país.

Nesse momento, tiveram de tomar uma decisão… inundar o “pueblo” original de Peñol e reconstruir uma réplica do mesmo uns quilómetros ao lado.

Desde então Peñol é uma paragem “obrigatória” a caminho de “La Piedra”.

DSC_1064-01

DSC_1071-01

DSC_1072-01

La Piedra del Peñol é uma formação rochosa natural, parecida ao Pão de Açucar no Rio de Janeiro. São mais de 200 metros de altura distribuidos por uma escadaria de mais de 740 degraus.

O mais impressionante de subir a Pedra é a incrível vista!

Desde o alto da Pedra pode ver-se toda a extensão do lago artificial criado pela barragem, os infinitos novos ilheus salpicados com casas e mansões (ate Pablo Escobar tinha uma “casita” por ali).

Todo esse lago que se vê hoje demorou mais de 6 anos a “encher”, submerger o antigo pueblo “El Penol” e criar estas vistas magníficas.

É o Alqueva colombiano!

 

DSC_1075-01

Há quem suba à Pedra por motivos religiosos, outros por desafio físico, outros simplesmente para ver as vistas… e a verdade é que seja qual for o motivo, vale muito a pena subir a Pedra!!!

Sao 740 degraus… o equivalente a um edificio de 40 andares!

E o típico é sacar a foto no 1° degrau:

DSC_1076-01

E a foto no 740:

DSC_1080-01

E a recompensa…

Esta vista 360° incomparável!

DSC_1077-01

DSC_1081-01

Depois de tamanha subida… é a altura de repor a hidratação!

Que melhor que uma michelada de manga!?

Michelada é cerveja com sumo de limão e sal à volta do copo… e aqui na Colombia toma-se muito com manga!!

Uma inovação deliciosa:

DSC_1087-01

Depois de descer da “Piedra”, seguimos para Guatapé.

Guatapé que hoje vive do turismo, recorda tempos em que nenhum interesse tinha, ninguém os visitava e viviam da agricultura.

Foi a sua povoação, arrebatada pela o “Embalse Peñol-Guatapé” que inundou parte das suas terras que se uniram e tiveram que adaptar-se.

As imagens falam por si:

DSC_1158-01

DSC_1160-01

É hoje conhecida como”Guatapé, tierra de zócalos”.

E os zócalos, são o que nós chamamos comumente uns “lambrins”. E esses lambrins que já existiam desde o início do século XX para proteger as paredes da humidade e dos animais do corral já não são o que eram.

DSC_1114-01

DSC_1125-01

A nossa querida guia a explicar o significado dos zócalos.

DSC_1130-01

Os zócalos hoje em dia já não cumprem a função inicial, agora são símbolos da tradição adaptada tal como a sua gente às novas condições. Representam um símbolo da família, de um hobby (um instrumento, jogos de cartas) ou mesmo históricos (representação de uma história).

São um símbolo da transformação de Guatapé e a marca colorida que todos levamos nas nossas memórias.

 

DSC_1140-01

DSC_1144-01

 

As famosas “moto-chivas” também coloridas como não podia deixar de ser:

DSC_1123-01

O tour finaliza com um passeio de barco pelo embalse.

Não foi o ponto mais alto do tour, mas sem dúvida que soube bem esse descanso depois de subir a Piedra, passear pelas coloridas ruas de Guatapé…

DSC_1155-01

 

Written by racingmackerel
Portuguesa, Expat, viajeira apaixonada. Extrovertida, Sensorial, Emocional e Percetiva. Financeira de profissão. Psicóloga por curiosidade. Emigrante e viajante por paixão. Idioma: portuñol.